Saúde do caminhoneiro: os cuidados com a Hipertensão

publicado em 12 de abril de 2022
Saúde do caminhoneiro: os cuidados com a Hipertensão

Cuidar de uma empresa de transportes envolve ficar atento em diversas situações, como a saúde dos colaboradores, especialmente dos caminhoneiros.

E um dos grandes males que inflige os importantes profissionais da estrada é a Hipertensão.

O que é a Hipertensão e como ela afeta os profissionais do transporte

Quando a tensão exercida pelo sangue sobre as paredes dos vasos está acima do normal, chamamos o quadro de Hipertensão. 

Esse agravante degrada a saúde com o tempo, podendo ocasionar em problemas cardíacos (insuficiência), cegueira e lesões no cérebro, que podem ser fatais, principalmente para quem está na direção.  

A doença ganhou um novo destaque com o advento do Covid-19, já que é um fator de risco para quem contrai essa doença. 

A hipertensão nos caminhoneiros do Brasil

A doença em si afeta 30% da população brasileira, segundo dados da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH). No âmbito dos caminhoneiros, uma pesquisa realizada pelos postos Autoban e Via Oeste, revelou que ao menos 20% dos caminhoneiros entrevistados sofrem deste mal.

Um dado que destaca esse risco é o estudo do IBGE da Pesquisa Nacional da Saúde, que em 2019 relatou a prevalência da hipertensão na população brasileira que possui 35 anos ou mais, sendo que a média (maior) da faixa de idade dos caminhoneiros é de 40 e 49 anos (29,6%). 

Já a CCR (Companhia de Concessões Rodoviárias) informou que em 2017, 25% dos caminhoneiros atendidos eram hipertensos.

Outro agravante é em relação as noites de sono, que é uma das soluções de prevenção para Hipertensão. Caminhoneiros trabalham uma média de 11,5 horas por dia, 5/7 dias por semana, ocasionando em noites mal dormidas e maior risco de hipertensão.

A frota e o caminhoneiro

Um dos profissionais mais essenciais do Brasil, o caminhoneiro precisa cuidar de si, mas isso não quer dizer que a frota está isenta do cuidado de seus profissionais. 

Ter uma frota saudável garante bem estar do caminhoneiro, lealdade à empresa e confiança na entrega. O gestor de transportes deve ter sempre em mente:

  • Prazos cabíveis, ao invés de priorizar entrega a qualquer custo, inclusive a saúde do caminhoneiro
  • Investir em checkups periódicos de seus profissionais
  • Investir em programas de treinamento e boas práticas para seus caminhoneiros

Uma frota de sucesso possui profissionais na qual pode confiar e que se sentem bem ao trabalhar na empresa de transporte em questão, maximizando os lucros da frota sem passar por problemas como trocas constantes de profissionais e gastos por multas e acidentes.

E o caminhoneiro, como ele pode prevenir a doença?

Para nosso tão estimado caminhoneiro, separamos algumas dicas que podem ser de grande valia quando for pegar a estrada. Confira:

  • Faça refeições saudáveis e evite comidas gordurosas
  • Ao invés de sal, use temperos para dar gosto aos alimentos
  • Faça alongamento e exercícios físicos durante as paradas 
  • Evite fumar
  • Diminua o consumo de álcool
  • Busque equilibrar as horas de viagem e as noites de sono
  • Procure levar os problemas diários de forma mais tranquila
  • Busque manter o peso ideal para o seu corpo

Saúde do caminhoneiro

Como podemos ver, manter uma frota organizada requer uma boa gestão, ferramentas digitais de organização e gerenciamento (como a Tip Bank) e, principalmente, saúde profissional.

Cuidar da saúde é um dever de todos, seja da própria ou do colega, em qualquer ambiente de trabalho.

Fontes: Pesquisa Nacional da Saúde (IBGE – 2019)
Pesquisa CNT: Perfil dos Caminhoneiros (2019)
O Carreteiro (2021)